Cultura data driven: sua empresa está preparada para a transformação?

O desafio da transformação digital traz consigo uma série de novas ideias, metodologias e conceitos. Nesse contexto, a cultura data driven aparece como mais um conhecimento a se agregar. Contudo, o que vem a ser cultura data driven? Porque esse termo está tão em alta no mercado corporativo? Quais gigantes do mercado aplicam essa inteligência?

Neste artigo, responderemos a essas perguntas, além de apresentar benefícios e instruir a implementação desse conceito. Leia até o fim e agregue mais um conhecimento fundamental. Confira!

O que é cultura data driven?

A cultura data driven se baseia principalmente em dados e informações. Ou seja, é uma metodologia que transforma a gestão para que ações sejam centralizadas em dados. Isso significa que o planejamento estratégico empresarial terá menos deduções, intuições ou achismos. Com o passar do tempo, os gestores perceberam um aumento significativo de informações a serem tratadas.

Nesse aspecto, a tecnologia tem permitido uma qualificação cada vez maior dessas informações e isso permite análises mais embasadas para aplicar inteligência de mercado, otimização de processos, integração de setores, entre outras aplicações.

Gigantes do mercado global, como Netflix, Amazon e Marvel já experimentam os benefícios dessa cultura ao implementar governança de dados e aplicar tecnologias como business intelligence, big data etc.

Quais os benefícios da cultura data driven?

De maneira geral, a cultura data driven tende a mudar a precisão da gestão, já que as ações não se baseiam em experiências passadas ou conclusões de lideranças. A mineração de dados fará com que a empresa:

Powered by Rock Convert
  • melhore as tomadas de decisões;
  • amplie conhecimentos sobre o cliente e o mercado;
  • otimize a metodologia de trabalho;
  • aprimore segurança, qualidade e gestão de dados.

Como implementar a cultura data driven na empresa?

No caminho dessa implementação, você encontra desafios naturais como o investimento em tecnologia, convencimento de superiores e suporte de equipamentos. Entretanto, como vimos, isso gera valor e inegavelmente retorna crescimento sustentável. Veja passos primordiais para a cultura data driven.

Democratize os dados

Isso significa organizar, disponibilizar e transparecer as informações de valor para cada equipe de trabalho. Você pode viabilizar isso por meio de ferramentas práticas como o Big Data aliado ao conceito de People Analytics.

Transforme dados em informações significantes

Sabemos que dados esparsos não significam muita coisa. Então, você precisa saber agregar tudo que é relacionável para retornar uma informação consistente e confiável, que possa servir em contexto específico ou geral.

Aplique governança de dados

Completando os três princípios fundamentais da implementação de data driven, você tem a aplicação de governança de dados que é uma metodologia que centraliza os fluxos de informações e armazenamentos.

Mais que adaptar-se a uma tecnologia, quando a empresa muda a sua cultura, é certo que os benefícios são muito mais alcançáveis. Ou seja, melhor ainda do que investir em tecnologia e recursos, é fazer o pessoal entender o novo mindset que pauta a evolução empresarial. Portanto, amplie o seu know how com a cultura data driven e tudo que há de melhor em soluções tecnológicas para transformar o seu negócio.

Siga a CDBS nas redes sociais. Estamos no LinkedIn, YouTube e Twitter!