7 tipos de inovação capazes de modificar um negócio

O mundo empresarial do qual as empresas fazem parte atualmente tem ficado cada vez mais competitivo. Isso ocorre, sobretudo, devido à tecnologia e à globalização, que não param de avançar, possibilitando que empreendimentos do mundo todo tenham a oportunidade de potencializar a sua performance e de se aprimorar constantemente.

Por isso, é imprescindível que as empresas estejam sempre investindo em inovação, e, principalmente, estando atentas aos vários tipos de inovação existentes hoje em dia. Conhecer vários tipos de inovação vai ajudar você a identificar em qual frente o seu negócio se encontra e em qual a sua equipe deve atuar para implementar grandes transformações.

São diversos os tipos de inovação capazes de modificar um negócio. Aqui, trouxemos uma lista dos que apresentam maior presença no ambiente corporativo. Continue acompanhando o texto para conhecer cada um deles e analisar de qual a sua empresa necessita para continuar competitiva no mercado! Boa leitura!

1. Inovação em produto

Quando uma empresa toma a decisão de implementar um processo de inovação ligado a produtos, ela foca em oferecer um novo ao seu público consumidor ou fazer melhorias relevantes naqueles que já são oferecidos no mercado, a fim de agregar ainda mais valor ao cliente e atender a suas necessidades e expectativas com maior destreza. 

Sendo assim, esse tipo de inovação refere-se ao lançamento ou à criação de algo novo no mercado, assim como ao acréscimo de novos acessórios e funcionalidades, transformação de embalagem ou design ou alteração de componentes aos produtos que já existem.

2. Inovação de processo

Esse tipo de inovação trata de modificações no processo de produção do serviço ou produto. Não necessariamente vai gerar impacto no produto final, no entanto, produz benefícios no processo de produção, normalmente com redução de custos e aumentos de produtividade. O foco na inovação de processo é a aceleração da produtividade, a partir da implementação de métodos relacionados aos processos operacionais.

Ou seja, é quando são implementados novos métodos, soluções e fluxos no contexto dos processos operacionais implicados na criação de valor para o consumidor como logística e produção.

Em geral, busca-se aumentar a qualidade, reduzir custos, acelerar a produtividade, reduzir o impacto das atividades no ambiente etc. De forma natural, também se inova em processos que estão ligados a funções, como vendas, finanças e recursos humanos.

3. Inovação de serviços

Esse é um tipo de inovação que está ligado à implementação de mudanças e melhorias em determinados tipos de serviços que o negócio já oferece em seu segmento ou ainda à oferta de um novo serviço no mercado. O objetivo, nesse caso, é também agregar ainda mais valor ao público consumidor, facilitando a sua vida de maneira geral.

Se existem muitas oportunidades para inovação no setor tradicional de serviços, no qual não se ofertam bens que sejam tangíveis, como na área educacional, na área de alimentação, da saúde, financeira, entre tantas outras, existe uma grande tendência para que também as empresas de produtos físicos passem a incorporar a venda de serviços em suas ofertas.

4. Inovação em marketing

São novas abordagens e novos processos de marketing que acabam transformando o modo como a organização desenvolve as suas soluções, segmenta consumidores, determina preços, posiciona-se no mercado, comunica mensagens etc, fortalecendo sua proposta de valor e diferenciando completamente a sua oferta.

Powered by Rock Convert

5. Inovação radical

Como o próprio nome diz, a inovação incremental vai servir para as organizações que querem implementar radicais e verdadeiras transformações nos serviços ou produtos que oferecem aos seus clientes. 

Esse tipo de inovação refere-se realmente às mudanças bastante drásticas, podendo quebrar paradigmas na área em que o negócio desenvolve suas atividades, e até mesmo de mudar o modelo de negócios no qual a empresa atua. 

6. Inovação incremental

Como você viu, a inovação em produto trabalha para realizar mudanças significativas nos produtos que o negócio oferece. Já a inovação incremental tem como finalidade fazer melhorias pequenas e contínuas, sendo que elas são praticamente imperceptíveis aos consumidores.

Nesse tipo de inovação, nem sempre existe uma mudança verdadeiramente expressiva. Normalmente representam avanços pequenos nos benefícios percebidos pelo cliente e não alteram de maneira clara o modo como o produto é consumido.

7. Inovação em modelo de negócio

A inovação em modelo de negócio está atrelada ao modo que a empresa conduz o próprio negócio. Logo, inovar o modelo de negócio é impulsionar mudanças na maneira de gerar receita para a organização e também no modelo de operação. 

Podemos dizer que é quando se implementa uma modificação relevante no modo de fazer negócios, atuando sobre dois componentes essenciais da oferta: o modelo de operação (incluindo, é claro, as mudanças em toda a cadeia de valor) e a proposta de valor oferecida aos consumidores (inovando na oferta em si, no segmento-alvo de clientes e no modelo de gerar receita).

Na maior parte das inovações, acontece um verdadeiro mix de dois ou mais tipos de inovação de forma simultânea. A inovação de modelo de negócios acaba incorporando inovações em todos os pilares: serviços, produtos, processos, radical, incremental e marketing.

Levando em conta que as inovações podem gerar vantagens competitivas, inovar acaba se tornando indispensável para a sustentabilidade das organizações. A inovação é capaz de agregar valor aos produtos de um negócio, diferenciando-o no ambiente competitivo.

As empresas que inovam, seja de forma radical, incremental, de produto, modelo de negócio, marketing, serviços, seja de processo, ficam em uma posição vantajosa em relação às demais, uma vez que permitem que as organizações acessem novos mercados, façam novas parcerias, aumentem suas receitas, conquistem novos conhecimentos e aumentem o valor de suas marcas.

Mas, afinal, como inovar? Bom, para que as empresas inovem, é importante que elas, antes de tudo, tomem consciência da relevância de inovar no cenário competitivo atual. Logo depois, as empresas precisam compreender o que é inovação e saber qual é a sua dinâmica. A partir de então, elas podem determinar uma estratégia que precisa estar totalmente alinhada aos propósitos do negócio e à sua visão de futuro.

O passo seguinte é desenvolver e absorver ferramentas de gestão do processo de inovação. Tais soluções precisam ser customizadas para cada realidade. Para tanto, devem ser considerados o setor de atuação, o tamanho da empresa, a estrutura e a cultura organizacional, o sistema de agentes no qual ela está inserida, os recursos disponíveis, a visão de futuro e suas principais ambições. Agora que você já conhece os principais tipos de inovação, já pode começar a pensar nas suas estratégias para inovar cada vez mais!

E aí, o que achou do texto? Quer continuar aprendendo sobre inovação nas empresas? Então aproveite a sua visita para ler também o texto “Aprenda como desenvolver a inovação no seu modelo de negócio!”.