Internet das coisas: Saiba agora quais são os maiores desafios enfrentados pelas empresas?

A internet das coisas é apontada como uma das principais revoluções tecnológicas dentro da transformação digital, trazendo uma série de possibilidades dentro do ambiente corporativo, indústria e campo.

Contudo, como se trata de um conceito ainda muito abrangente, boa parte dos gestores tem dificuldade em entender quais são as reais aplicações dessa tecnologia e quais são os desafios a serem enfrentados para utilizá-la.

Por conta disso, pensando em auxiliar você e tirar suas dúvidas, criamos um texto simples e rápido para falar um pouco mais acerca do conceito de internet das coisas e as dificuldades pelas quais as empresas estão passando na hora de aplicar essa tecnologia. Leia a seguir!

O é que a internet das coisas (IoT)?

A IoT, Internet das coisas, é um conceito utilizado para definir um conjunto de dispositivos que faz uso de interfaces de comunicação sem fio para coletar, armazenar e receber dados por meio da rede mundial de computadores, a internet.

Hoje, já temos vários exemplos de dispositivos que têm uma capacidade de conexão com o mundo exterior, como televisores integrados com sensores para a análise e reconhecimento de voz, câmeras que detectam a presença e enviam transmissões em tempo real, geladeiras que permitem acesso remoto, entre outros.

Tudo isso está acontecendo devido ao barateamento do poder de processamento e sensores, o que possibilita a sua integração a dispositivos que antes não contavam com essa tecnologia. Isso permite, dentro do âmbito corporativo, uma maior capacidade de coleta e análise de dados em busca de insigths e pontos de melhoria.

Quais os principais desafios

Mesmo que estejamos caminhando a passos largos em direção a uma transformação digital, com a aplicação da IoT sendo realizada em larga escala, as empresas ainda estão se deparando com algumas dificuldades na hora da implantação dessa tecnologia. São elas.

Segurança e proteção

O primeiro ponto e mais preocupante é a segurança da informação. Ao utilizarmos vários dispositivos conectados à internet e realizando a troca de informações contante, estamos liberando pontos de acesso e gerando vulnerabilidades.

Powered by Rock Convert

Hackers, criminosos virtuais, utilizam esses tipos de brechas para realizarem ataques e capturarem dados sensíveis, o que demanda muito cuidado na hora de gerir um projeto de implantação como esse, já que a segurança deve ser prioridade.

Armazenamento de dados

Cada dispositivo é capaz de gerar toneladas de dados, sendo que eles devem ser processados e analisados para que possamos ter algum tipo de informação estratégica. Esse processamento e armazenamento também demanda de uma infraestrutura dedicada.

Ou seja, no momento de iniciar um projeto de implantação de Internet das Coisas, é preciso concentrar esforços não apenas nos dispositivos em si, mas também na estrutura de processamento e armazenamento de dados.

Eficiência na comunicação

Por fim, outro grande desafio enfrentado na aplicação da IoT é a malha de comunicação, algo precário ainda em muitas áreas de nosso país. Para um projeto como esse, é preciso contar com boas velocidades de conexão com a internet.

A transição do sistema de endereçamento, de IPv4 para IPv6, é também fundamental, pois o número de dispositivos na rede tende a multiplicar nos próximos anos.

Como manter a segurança

Uma das maiores preocupações é com a segurança, uma vez que a quantidade de dados trafegando aumenta significadamente, assim como os pontos de ataque e vulnerabilidade. Adotar algumas medidas de proteção se torna algo essencial. Entre elas podemos destacar:

  • revisão das políticas de segurança ─ é preciso atender as mudanças em relação às novas tecnologias;
  • identificação de vulnerabilidades ─ reforçar a segurança dos endpoints e manter um mapa atualizado de todos eles;
  • atualização dos dispositivos ─ manter todos os aparelhos atualizados evita vulnerabilidades já conhecidas;
  • identificação de riscos ─ classificar por prioridade todos os riscos aos quais a empresa está exposta;
  • realização de testes ─ manter testes constantes de tentativas de invasão;
  • disponibilização de treinamentos ─ fornecer capacitação aos colaboradores.

A internet das coisas veio para ficar e já é uma realidade em muitas empresas, mesmo com todos os desafios a serem enfrentados. Investir nessa tecnologia agora pode trazer muitos benefícios para a sua organização no futuro.

Entenda como realizar uma boa gestão de projetos para a implantação dessa e qualquer outra tecnologia em nosso próximo post!