Outsourcing de TI: como diminuir custos e manter a área de TI flexível

Outsourcing de TI: como diminuir custos e manter a área de TI flexível

A companhia pretende desenvolver um projeto com data fechada. O gerente da área tem diante de si duas opções: contratar um profissional em regime de CLT ou recorrer aos serviços de uma empresa de outsourcing de TI. A decisão envolve a análise dos custos, além da necessidade de conferir à área de TI um papel mais estratégico. Para completar, a escolha deve ocorrer o mais rápido possível, por conta do cronograma apertado.

A situação descrita acima se repete com certa constância nas empresas. O desenvolvimento de software é uma das demandas das organizações. No entanto, a tarefa muitas vezes sobrecarrega o pessoal de TI, cuja principal atribuição consiste em administrar e integrar hardwares, softwares e plataformas. Em geral, desenvolver soluções não é o foco principal da equipe. Nessa hora, surge a dúvida sobre contratar um novo funcionário ou terceirizar o serviço – sempre tendo como preocupação os custos.

A opção pelo outsourcing

Neste caso, contratação de um profissional em regime de CLT apresenta uma série de inconvenientes, principalmente quando falamos de um projeto com demanda específica e prazo fechado. É por isso, que em muitos casos, o modelo de outsourcing, por meio da contratação empresa terceirizada e especializada, se torna o mais favorável. Quer entender os motivos? Reunimos abaixo os principais pontos que justificam a contratação desse modelo:

1. Custos

Contratar um profissional celetista implica em uma série de despesas, tais como gastos com seleção, pagamento de salários, benefícios e encargos sociais, além do desembolso de recursos para formalizar a rescisão do contrato de trabalho. Além disso, em algumas empresas, o processo de escolha do candidato com perfil mais adequado ao projeto pode levar mais tempo até mesmo mais tempo que o tempo previsto para o próprio projeto. Já com o outsourcing, todas essas despesas ficam por conta da terceirizada, que tem condições de oferecer o serviço de qualidade, de imediato e com um custo mais baixo.

2. Gestão estratégica

O sistema de outsourcing permite que o gerente se concentre apenas na avaliação dos resultados do desenvolvimento do projeto. Ele se livra de lidar com as questões relacionadas ao cotidiano do funcionário – faltas, atrasos, licenças médicas etc. Por exemplo, em caso de doença de algum membro da equipe de desenvolvedores, cabe à terceirizada resolver o problema com rapidez. Isso permite que o gerente se dedique a melhorar a gestão estratégica do setor.

e-Book grátis da CBDS: Scrum e métodos ágeis em projetos de desenvolvimento de software

3. Profissionais de ponta

As empresas de outsourcing, devido ao seu nível de especialização, reúnem profissionais de primeira linha. As equipes passam por um processo de formação continuada, mantendo-se atualizadas com o que há de mais moderno na área. Já um funcionário celetista nem sempre apresenta um nível tão elevado de capacitação.

4. Inovação

Em função de sua natureza e do elevado nível técnico da equipe, a empresa de outsourcing traz para a organização práticas e métodos inovadores de gestão de projetos. Além disso, como a empresa de outsourcing trabalha com diversos segmentos, ela acaba acumulando experiência e melhores práticas que podem ser aplicados em outros segmentos e contribuindo até para a modernização dos processos internos.

5. Redução de riscos

Ao contratar uma empresa de outsourcing reconhecida no mercado pela excelência, a organização reduz os riscos de falhas no desenvolvimento ou atrasos de cronograma. Com isso, há maior garantia de obtenção dos resultados esperados.

Outra vantagem são as garantias estabelecidas através de contrato. Ao contrário de um profissional CLT que pode a qualquer momento abandonar o projeto e/ou empresa.

6. Equipe focada

A entrada de um novo funcionário para desenvolvimento de um projeto com data fechada pode afetar a equipe de TI da organização. Por vezes, a transitoriedade do profissional cria instabilidades entre os demais celetistas. A terceirização permite manter a equipe fixa focada.

7. Maior produtividade

O ganho de produtividade ocorre em dois planos. O primeiro diz respeito à expertise da prestadora de serviços. O segundo acontece na equipe de TI da organização, que cuida exclusivamente das tarefas de administração e integração de hardwares e plataformas de software.

A adoção do outsourcing de TI pelas organizações ganha cada vez mais espaço. Os elevados custos trabalhistas aparecem como o principal elemento motivador da terceirização – ainda mais quando a contratação é por tempo determinado. No entanto, estabelecer uma relação de parceria com as empresas de outsourcing gera ganhos que vão além do aspecto financeiro. A própria política de Recursos Humanos das companhias vem passando por adaptações devido a essa nova realidade.

Quer saber mais sobre outsourcing de TI? Tem alguma dúvida sobre o tema? Entre em contato conosco ou deixe aqui o seu comentário.

e-Book grátis da CBDS: Scrum e métodos ágeis em projetos de desenvolvimento de software