Terceirização de TI: podemos classificar como CAPEX ou OPEX?

terceirização de TI

Crescer e se expandir, mas sem elevar os custos das operações, é um dos principais objetivos das empresas no cenário econômico atual. E uma das melhores maneiras dos gestores atingirem essa meta é a terceirização de TI, ou algumas atividades e processos de seu negócio. Ao delegar essa ‘missão’ para uma empresa terceirizada, a empresa acaba obtendo inúmeros benefícios.

Entre os principais, podemos citar a drástica redução de custos, a entrega do sistema em um menor tempo e o maior potencial de geração de valor para o negócio. Mas na hora de contatarem uma empresa terceirizada, muitos gestores acabam tendo a seguinte dúvida: a terceirização de TI se configura como CAPEX e OPEX? No post de hoje, responderemos à esta e outras perguntas relacionadas à este importante tema. Confira:

CAPEX e OPEX: qual a diferença?

CAPEX (sigla que significa ‘Capital Expenditure’ ou, no português, ‘Despesas de Capital’) é uma expressão utilizada no universo da TI para indicar a quantidade de recursos financeiros destinada à compra de bens de capital para uma empresa. Estes bens podem ser, por exemplo, hardwares, softwares, impressoras, computadores, etc. CAPEX também pode se referir ao capital investido na construção de infraestruturas físicas de TI.

Já o OPEX (sigla que significa ‘Operational Expenditure’ ou, no português, ‘Despesas Operacionais’) é um termo que refere-se ao montante de recursos financeiros necessários para a empresa manter em pleno funcionamento os seus bens de capital. Podemos considerar como gastos OPEX, por exemplo, os serviços de manutenção de computadores, de outsourcing de impressão e de consultoria de TI.

Em qual modalidade a terceirização de TI se encaixa?

A terceirização de TI se encaixa na modalidade OPEX. Isso porque, ao terceirizar seu projeto de software, por exemplo, a empresa acaba repassando os processos de desenvolvimento e implementação do sistema para um fornecedor de outsourcing. Este fica responsável por arcar com os custos dos hardwares, softwares, computadores e outros equipamentos que a sua equipe utilizará para desenvolver o software.

Assim, a empresa reduz suas despesas com CAPEX, podendo, inclusive, destinar os recursos financeiros economizados para outros departamentos, como marketing, suporte, vendas, etc. O mesmo acontece com a terceirização de máquinas e recursos de impressão. Ao contratar os serviços de um outsourcing de impressão, a empresa tem a possibilidade de reduzir suas despesas com aquisição e manutenção de máquinas e compra de recursos.

Por que as empresas devem adotar o outsourcing de TI?

A adoção do outsourcing de TI, através de uma empresa terceirizada, é fundamental para as organizações crescerem e se expandirem sem ter que elevar seus custos operacionais. Ao terceirizar o seu projeto de desenvolvimento de software, a organização tem a possibilidade de reduzir as despesas CAPEX e os gastos envolvidos nos processos e aumentar significativamente o ROI (Retorno Sobre o Investimento) do sistema.

A empresa que terceiriza o desenvolvimento de software também pode se beneficiar da experiência da equipe do fornecedor de TI, cujos membros são certificados e sabem lidar com problemas que possam ocorrer durante os processos de desenvolvimento e implementação. Dessa forma, os gestores e seu time interno podem desempenhar papeis mais estratégicos e focar na expansão e na evolução dos negócios.

E então, entendeu o que é CAPEX e OPEX e em qual modalidade a terceirização de TI se encaixa? Se tiver ficado com alguma dúvida sobre esse assunto, aproveite para escrevê-la nos comentários para que possamos ajudá-lo!